Daghobé inaugura Canal no YouTube com evento sobre relações entre Cinema, Direito e Diversidade no Sertão

Nosso Instituto Daghobé inaugurou seu Canal no YouTube nos dias 04 e 05 de junho corrente transmitindo um evento importantíssimo sobre o papel das tecnologias cinematográficas na luta por direitos sociais e humanos de grupos minoritários no sertão mineiro.
A atividade contou participações, em caráter voluntário, altamente qualificadas de professores, pesquisadores, artistas e empreendedores culturais com atuação destacada no Norte de Minas Gerais, em Belo Horizonte e outras regiões do país.

Professor Marcelo Brito discorreu sobre arte e luta por direitos humanos da comunidade LGBTQIA+

No primeiro dia, participaram Aroldo Pereira, poeta e agitador cultural, Coordenador do Festival de Arte Contemporânea Psiu Poético em Montes Claros, Helena Soares Aphonso, atriz, diretora de teatro e arte-educadora com longa trajetória profissional em BH, Gabriel Filpi, artista e ativista LGBTQIA+ atuante em Momtes Claros, Gleydson Mota, Economista, empreendedor cultural e membro do Coletivo Cine Barranco em Januária, e Carlandreia Ribeiro, atriz, diretora e arte-educadora com intensa atuação em BH.
No segundo dia, participaram do evento Marcelo Brito, professor do Curso de Direito da Unimontes, onde Coordena o Núcleo da Diversidade Inserto, Márcia Braga, jornalista, professora e escritora, coordenadora do Cineclube Matracas no bairro Maracanã em Montes Claros, Elpidio Rocha, jornalista, professor e pesquisador de cinema, um dos criadores do projeto Cinema Comentado em Montes Claros, e Sivaldo Ribeiro dos Santos, cantor, professor e ativista de direitos humanos da comunidade portadora de deficiência visual, uma das personalidades culturais mais importantes do sertão mineiro, além de Carlandreia Ribeiro e Gleydson Mota.
“Cinema & Direito & Diversidade no Sertão”, evento apoiado pela Lei Aldir Blanc através do Edital de 2020 do Município de Montes Claros (pesquisa e produção), teve coordenação do professor, pesquisador e escritor Anelito de Oliveira, atualmente vinculado à UFMG, responsável pela concepção e implementação do nosso Instituto, de que se desligou no ano passado.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.